Blog do Ricky » 2012 » July » 05

Archive for 5 de July de 2012 6:54

PSD se coliga a frente partidária

Escrito por editor em .

O PSD – Partido Social Democrata finalmente acertou seu apoio na majoritária com a Frente Partidária que tem Vane do Renascer (PRB) e Wenceslau Junior(PCdoB) para prefeito e vice respectivamente.

Depois de conversas com o Juçara Feitosa e com Vane, o presidente da legenda, Delson Mesquita optou pelo apoio ao projeto da Frente. Com isso, cresce o tempo diário de rádio e TV no horário politico. Sem dúvidas a palavra do vice governador Otto Alencar pesou e muito na decisão.

O Presidente do PCdoB Itabunense, Luis Sena, comemorou o apoio, e disse ao nosso blog que o PSD vem integrar a frente porque acredita no projeto de mudança de Itabuna. ” É mais um contigente de massa eleitoral, favorável ao projeto de fazer renascer nossa cidade, através das aplicação de uma nova forma de fazer politica”, finalizou Sena.

 

Corintianos Itabunenses criam a SACI

Escrito por editor em .

O título inédito da Libertadores ontem, repercute também em Itabuna. Imaginem se o coringão ganhar o mundial

Animado com a conquista da Taça Libertadores, um grupo de itabunenses está criando a Sociedade dos Amigos Corintianos de Itabuna, a SACI. O objetivo é unir os torcedores do Timão, que não são poucos na região, acompanhar os jogos pela tevê e fazer excursões quando o Corinthians jogar em Salvador e outras cidades do Nordeste.

A idéia de criar a SACI é de Nérope Martinelli e Marco Maciel. Quem quiser se integrar ao saci grapiuna pode fazer contato através do email saciitabuna@gmail.com.

Os 10 primeiros inscritos ganharão brindes do Corinthians, oferecidos por Martinelli e Maciel.

Domésticas podem ter direitos reconhecidos

Escrito por editor em .

Ficou para ser votada ontem quarta-feira (04), na Comissão Especial da Câmara Federal uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que visa garantir às empregadas domésticas os mesmos direitos de outros trabalhadores. Se aprovada, a PEC segue para os plenários da Câmara e do Senado.

A intenção é garantir igualdade de direitos entre os trabalhadores domésticos e os urbanos e rurais. A proposta assegura 13º salário, férias, aviso prévio, recolhimento de FGTS, seguro-desemprego, jornada de 44 horas semanais, recebimento de hora extra, adicional por trabalho noturno, salário-família e auxílio-creche.
Dados do IBGE indicam que 90% dos domésticos no Brasil são mulheres e 45 milhões não tem carteira assinada, ou seja, não tem os direitos reconhecidos.

Seminário debate viabilidade econômica da graviola

Escrito por editor em .

Marcos César e Renato Dias representam o Comitê Gestor do Agronegócio da Região de Gandu

Diversos aspectos da cadeia produtiva da graviola estarão em discussão no próximo dia 12, durante o seminário “Viabilidade Econômica da Graviola”, em Gandu, no auditório do CETEP (antigo Colégio Modelo). O encontro vai debater temas como “Perspectiva de Mercado da Graviola”, “Qualidade da Massa da Graviola para Comercialização” e “Novas Técnicas de manejo para Alta Produtividade da Graviola”. A Ceplac é parceira do evento, através do Centro de Extensão (Cenex) e do Escritório Local de Gandu.

Realizado em parceria entre membros do Comitê Gestor do Agronegócio de Gandu, com apoio das secretarias da Agricultura de oito municípios daquela microrregião – Gandu, Teolândia, Trancredo Neves, Piraí do Norte, Itamari, Nova Ibiá, Apuarema e Wnceslau Guimarães –, o seminário tem como objetivo também de orientar os produtores em relação à uniformização da qualidade do cultivo, em busca do promissor mercado internacional e das indústrias nacionais.
“A gente sabe que quando se trata de venda para indústria, o produto deve ter não apenas boa qualidade, mas é imprescindível que esse atributo seja uniformizado, alcançado por todos os produtores. Não adianta alguém produzir matéria-prima de ótima qualidade, outros de boa e algum de baixa qualidade. À indústria só interessa se tiver um padrão”, afirma o técnico agrícola da Ceplac, Marcos César Leal Souza, que organiza o seminário.

O principal problema enfrentado pelos produtores é comercialização. Sem mercado, sobra produto e falta opções de estocagem. “Como a maior parte de nossos produtores é de pequenos agricultores, não há capacidade de armazenamento. O seminário é justamente para mostrar as possibilidades de mercados, as formas de manejo para garantir produtividade e a busca por um padrão de qualidade”.

A cultura
A graviola é cultivada comercialmente na microrregião de Gandu por 530 produtores, num total de 800 hectares plantados. Mais de 90% desses são da agricultura familiar, com área média de um hectare. A produção é de 4.800 toneladas/ano, com potencial para chegar a 20 mil ton/ano, já que apenas 60% da lavoura está em fase de produção. No auge da produtividade, espera-se uma produção média acima de 20 toneladas por hectare. “Há quem produza individualmente 40 toneladas por hectare/ano. Isso nos dá uma boa perspectiva de superar essa média de 20 ton/ha e alcançar a meta de 20 mil toneladas ao ano” afirma Marcos César.

Outro aspecto que chama a atenção na microrregião de Gandu é a organização dos produtores, que formaram um Comitê Gestor do Agronegócio e assim conseguem melhores resultados, e não apenas com a graviola. “Somos os maiores produtores de cacau do Brasil, com uma produtividade média de 30 arrobas por hectare. Por outro lado, temos a maior área de graviola do Brasil e a segunda do mundo, ficando atrás apenas do México”, afirma o presidente do Comitê Gestor, Renato Dias Souza, que também preside o Sindicato Rural de Gandu.

O Comitê Gestor, que é formado pela Ceplac, FAEB, Sindicato Rural, Sebrae, Adab, EBDA e pelas cooperativas Credigandu, Coopag e Coolerg, além da organiação social dos produtores, realiza diversas ações, como participação em feiras e seminários e visitas a indústrias de polpas entre outras atividades, visando à abertura de mercados e ao fortalecimento da cadeia produtiva na microrregião.

Programação
Após as inscrições e abertura, de 7h30min às 8h30min, a primeira palestra do dia será do consultor do Sebrae Marsel Costa nogueira, que vai expor o tema “Perspectiva de Mercado da Graviola”. Em seguida, das 9h45min às 10h30min, será a vez da tecnóloga em Alimentos Eudemária Nunes Barbosa, com a palestra “Qualidade da Massa da Graviola para Comercialização”.

Após um lanche, entre 10h30min e 10h45min, terá início a terceira palestra, “Novas Técnicas de manejo para Alta Produtividade da Graviola”, com o professor da Uesb e presidente da Associação Brasileira de Fruticultura, Abel Rebouças São José (entre 10h45min e 12h30min). Após a apresentação, haverá o momento de “Perguntas e Respostas”, até as 13 horas, quando será feito o encerramento do evento.

O seminário ocorre no auditório do CETEP (antigo Colégio Modelo), com inscrições gratuitas, no dia e local do evento, a partir das 7h30min. Quem preferir, pode se inscrever site da Ceplac (www.ceplac.gov.br).

É TRISTE A SITUAÇÃO DO HOSPITAL REGIONAL DE ILHÉUS

Escrito por editor em .

Por Carlos Mascarenhas

Minha esposa está com dengue e ontem fui levá-la ao Hospital Regional de Ilhéus onde ela foi atendida com muita atenção e profissionalismo por alguns dos profissionais que lá trabalham. Causou-me porém grande tristeza e revolta ver como as instalações físicas do Hospital deixam muito a desejar.

Vejam o que verifiquei/constatei no breve espaço de tempo que lá passei:
1. Enorme dificuldade em transitar e estacionar na área do hospital pelo grande número de veículos estacionados, que acredito deva até dificultar a trânsito de ambulâncias;
2. Muita gente pelos corredores internos dificultando até o trânsito de pessoas e macas transportando pacientes;
3. Pacientes jogados em macas pelos corredores, com o nome escrito manualmente numa folha de papel pregada na parede;
4. E o pior de tudo, na área de Raio X, grandes infiltrações nas paredes e muito mofo, com possibilidade até de complicar o estado de saúde dos internos que precisam ser levados àquela sala;

Uma análise superficial do problema me leva a acreditar que grandes investimentos são feitos em equipamentos médicos, temos talvez um bom e grande número de COMPETENTES profissionais de saúde trabalhando no hospital, mas o mais simples que deveria ser a sua organização e a sua infra-estrutura não vem sofrendo a devida atenção.

Não sei se já foi feito, mas acredito que seria interessante que fosse constituída uma Comissão Interdisciplinar para, em regime de urgência, fazer uma inspeção e apontar os problemas mais prementes do Hospital, enviando este documento ao Secretário de Saúde para ver se as devidas providências são tomadas com a celeridade necessária.

Saúde é o nosso mais precioso bem e merece um tratamento sério, digno e profissional por parte dos poderes públicos.

Chapa Juçara e Acácia registra candidatura hoje

Escrito por editor em .

A chapa encabeçada por Juçara Feitosa(PT), prefeita, e AcáciaPinho(PDT), vice, e dos vereadores, inscreve a candidatura da coligação “Itabuna em Primeiro Lugar”, no cartório eleitoral de Itabuna hoje as 15 horas.

Segundo o Blog Tempo Presente, o ponta pé inicial da campanha do PT de Itabuna, vai ser dado hoje. O Partido dos Trabalhadores e partidos aliados vão discutir e propor a comunidade itabunense, um novo projeto para Itabuna.

Projeto capaz de cuidar da infra-estrutura da cidade, de criar programas de inclusão social e efetivação de políticas públicas de Juventude. Além de ações na área de desenvolvimento econômico, educação e saúde, acrescenta Josivaldo Dias, editor do Blog.

Verba de Gabinete de deputados baianos terá acréscimo de R$18 mil

Escrito por editor em .

Neste ano de eleições municipais, cada um dos 63 deputados da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) terá o incremento de R$ 18 mil na verba de gabinete, que passa de R$ 60 mil para R$ 78 mil mensais, retroativo a 19 de julho. A verba é usada para o pagamento de salários de assessores parlamentares, nomeados por livre escolha dos deputados. Com isso, o desembolso da AL só com essa verba será de R$ 4,9 milhões mensais. Cada deputado pode contratar até 25 assessores com salários que variam de R$ 622 até R$ 11 mil. Os nomeados trabalham, de forma flexível, no gabinete em Salvador ou em municípios onde o deputado tem base eleitoral. O presidente da Assembleia, Marcelo Nilo (PDT), justifica o desembolso dizendo ser “lei”.